Mountain Do Atacama, o que ter na mochila?

Os 3 primeiros textos falavam sobre os treinamentos para essa prova, no mínimo, pitoresca. (clique para ler texto 1, texto 2 e texto 3) Agora deixo registrado, com base na opinião de uma pessoa que passou a vida na aridez, ao lado da cordilheira, aliada às minha corridinhas que costumo fazer durante as festas de fim de ano no mesmo local.

Assim que botar a cara pra fora do avião nenhuma gota de suor vai escorrer a partir daí, só no dia da prova. O ambiente vai pegar toda umidade que você oferecer sem dar tempo de que ela possa escorrer pelo seu rosto, tudo se evapora! Você vai suar e se desidratar como sempre, mas não vai perceber! A sensação de moleza e indisposição será constante e pensar em correr a prova no ritmo que você treinou ao lado de casa vai parecer impossível, e talvez seja mesmo! É o que aconteceria com um morador de lá que viesse para o Brasil, a mudança de ambiente seco para úmido o deixaria com moleza. É por isso que não acredito em correr no ritmo do treino, nesse tipo de prova. Teremos que chegar lá bem treinados, descansados e começar a prova com cautela até nos sentirmos seguros.

Cuidar da hidratação é o principal, desde a chegada em Calama até a prova. Não correremos numa altitude tão significativa, entenda a partir dos 3500m, a prova acontece a 2400m, mas quanto mais alto, mais água precisamos.

Nessa altitude não acredito que chegaremos a sofrer ou precisar ter algum cuidado específico além da hidratação e evitar insolação, mesmo assim deixo as possíveis dicas para caso o “mal de altitude” resolva aparecer. Cada organismo reage de uma forma diferente, alguns precisarão de sal quando a pressão baixar, mas quem tem pressão alta não, por isso considero interessante pedir orientação ao seu próprio médico.

Outro ponto importante é fazer um seguro saúde para o período que ficaremos no exterior. Basta perguntar em qualquer agência de viagens, é um produto vendido a parte.

O que levar na mochila de viagem:

  1. Creme hidratante para o corpo e rosto;
  2. Xampu anti caspa e condicionador;
  3. colírio, só se indicado pelo oftalmo;
  4. Protetor labial e manteiga de cacau;
  5. Roupa de calor e frio;
  6. Boné;
  7. Óculos de sol;
  8. Ibuprofeno, em caso de dor de cabeça, ou o que estiver acostumado a tomar quando tem dor de cabeça.

O que usar na corrida:

Roupas claras, protetor solar, óculos de sol, boné, protetor labial, tênis confortáveis e de preferência de cor clara, meias brancas e pés protegidos, pode ser com vaselina, micropore, hipoglos ou esparadrapo…porque os pés vão esquentar bastante e bolhas podem aparecer com mais facilidade.

Outros cuidados são os mesmos para qualquer viajante, cuidado com a água, isso inclui sucos misturados com água, refrigerantes com gelo no copo, alface etc… Perceberemos que a água é diferente ao tomarmos banho. Nós brasileiros, chilenos e argentinos, por incompetência política, deixamos que nossas águas se contaminem através de empresas estrangeiras que exploram minério. Estrangeiras e até nacionais como a Vale. Por isso muito cuidado.

Se ficou alguma dúvida me escreva. O próximo texto vai ser sobre possíveis estratégias de prova.

Enzo Amato