Quanto se gasta no Caminho de Santiago?

Meu pai e eu fizemos a rota conhecida como caminho francês. Foram 33 dias contando com os dias parados nas cidades maiores entre Set e Out de 2012.

É bem relativo o quanto se pode gastar durante os dias, os fatores que mais pesam são, alimentação e hospedagem, sendo esse último o que mais pode influenciar e variar no custo, pois depende do tipo de habitação que se escolhe, desde albergues públicos a base de doações, passando por albergues privados, entre 7 e 10 euros até os hostais entre 20 e 45 euros por noite.

Noite bem dormida por 40 Euros pelo quarto.

Como estávamos em 2 pessoas a opção do hostel se tornava atrativa, já que nele se escapa dos roncadores dos albergues e ainda tínhamos um banheiro privado.

É muito importante saber e planejar o quanto se pode gastar por dia para ter uma viagem tranquila. A princípio, com um estudo prévio e com base nas palestras que assistimos, planejávamos gastar cerca de 80 euros por dia, por pessoa, porém na média, com nossa rotina econômica, mas confortável, acabamos gastando 45 euros, da seguinte forma:

Café da manhã, 4 euros: acordávamos e em qualquer bar pela rua tomávamos um café com leite e pão com manteiga ou geleia.

Com tudo comprado, era só escolher um lindo lugar para sentar, montar e comer nossos “mini lanches”

Almoço, 4 euros: durante o percurso parávamos em algum mercadinho para comprar pão e frios. Se for expert como meu pai, que sabia escolher e variar entre queijos de ovelha, vaca ou cabra, com presunto cru, salame ou até pimentões, vai passar muito bem com esse almoço de marcha. Água tomávamos das inúmeras fontes pelo caminho, já outros preferiam comprar.

Jantar, 10 euros: já na cidade de destino e de banho tomado, todos os lugares oferecem o  menu do peregrino, que consta de entrada, prato principal, sobremesa e uma garrafa de vinho ou água. Entre os pratos sempre haviam cerca de 3 opções para escolher. Além de física e espiritual, o caminho te oferece uma experiência gastronômica também, pois se come muito bem em todo trajeto, sem exceções.

Habitação 20 Euros: as construções na Espanha são muito novas, ficamos em vários lugares recém-inaugurados, outros nem tanto, mas ter um livro recente sobre o caminho é muito útil para saber sobre a cidade que vai escolher parar no dia seguinte e sobre onde se hospedar. Os quartos eram em média 40 euros. Em 2 pessoas, o gasto caía pela metade, tínhamos banheiro exclusivo e sono tranquilo.

Ou seja, gastamos menos do que o previsto, é claro que os valores variavam, e de vez em quando apareciam gastos extras com passeios, medicamentos, equipamentos…, mas tínhamos ideia do que era justo ou não, e praticamente nada saía muito da média.

Foram 1500 euros + passagem aérea para um mês de uma grande experiência de vida, viagem pai e filho, mochilão… ou seja lá como você preferir chamar. Só posso dizer que vale muito mais do que se pode gastar.

Se ficou alguma dúvida é só deixar um comentário.

Enzo Amato.

65 ideias sobre “Quanto se gasta no Caminho de Santiago?

  1. Ola Enzo !
    Estou com passagem comprada para iniciar o Caminho dia 03 de Setembro 2017 em Saint Jean.
    Gostaria de saber a necessidade do Saco para Dormir, pretendo dormir no Albergues Municipais, em algumas dicas que eu Li que alguns deles não tem roupa de cama, somente o colchão !
    Gostei da dica da alimentação durante o caminho. Valeu pela matéria muita Boa !

  2. Boa noite amigos
    Há algum tempo penso em viver essa experiencia, todas as dicas aqui colocadas são enriquecedoras e me aproximam do momento em que estarei trilhando aqueles caminhos. Fisicamente pronto (60 anos), porém financeiramente preciso de mais um tempinho, também esse período (setembro), é um problema a ser superado, sou professor e estarei em atividade.
    Parabéns Enso, agradecimentos a você e a todos que aqui se manifestaram, TFA…

  3. Enzo, vou em setembro com meu esposo, irmao, cunhada, sobrinho e esposa. Como desta vez dispomos de pouco tempo, faremos de Sarria ate santiago. Sabe se em Sarria tem posto de credencial? Os sacos de dormir, é melhor comprar aqui ou la é mais barato? Desde já, penso na próxima que quero fazer a partir de St. Jean,obrigado por tudo.

  4. Muito legal seu relato Enzo!

    Eu quero muito fazer o caminho, porém não sei quando eu vou conseguir um mês livre para faze-lo. Então pensei em fazer a primeira metade em maio deste ano.
    Fico com medo de ficar frustrada por não faze-lo todo de uma vez, mas não quero esperar anos para fazer isso.
    Você conheceu pessoas que fizeram dessa forma?

    Muito obrigada ;)

  5. Obrigada pelas dicas Enzo.Parabéns pelo blog.Estou em Portugal , e quero fazer o caminho.Alguém jpoderia dar dicas sobre o caminho português?Obrigada Marisol

  6. Olá Enzo!
    Obrigada por compartilhar sua experiência e incentivar ao desafio de cumprir o Caminho! Comecei a planejar a minha vivência e há poucos dias comecei a coletar informações. Você pode comentar mais sobre a necessidade de tirar a ‘credencial de peregrino’. O que significa? Vale para a rota Caminho Francês? E se eu optar por começar mais adiante, já dentro da Espanha?
    Abs.

    • Cristiana tudo bem?
      A credencial é seu “documento” no caminho. Todos os albergues ou hosteis vão te pedir. É com ela que você consegue se hospedar como peregrina e pagar os valores de peregrino, inclusive para comer.
      Você pode começar o caminho de onde quiser, vai ver muitos europeus fazendo isso, eles pegam férias de uma semana e fazem uma parte do caminho, no ano seguinte, continuam de onde pararam, e assim vai… mas é preciso checar em quais cidades você consegue fazer a credencial. São várias, mas não sei te dizer.
      A credencial depois será um souvenir, já que você vai carimbando em cada lugar, é uma linda recordação. Mas durante o caminho tem sua utilidade.
      Abraço.

  7. Parabéns Enzo. que legal deve ter sido muito linda a viagem que vc fez com seu pai. Eu estou me organizando para ir, ainda não tenho data definida, mais sei que vou. Amém eu creio.

  8. Olá Enzo! Estou com planos de ir em 2017. Vc sabe quais são os melhores meses para ir ou aqueles que devemos evitar? Parabéns pelo trabalho!

    • Marcia, o verão é muito cheio e te obriga a acordar cedo e caminhar rápido para conseguir alojamento na cidade de destino do dia, o que a meu ver, faz perder todo o sentido dessa caminhada.
      O inverno deve ser um frio absurdo e por mais que você ache que aguente, muitos lugares podem estar fechados na baixa temporada.
      O melhor são as estações de transição, na primavera chove um pouco mais que no outono e as paisagens devem ser diferentes.
      Bom planejamento e bom caminho.

  9. Olá Enzo, boa tarde.

    estou na ansiedade de fazer o caminho há uns dois anos, e possivelmente conseguirei somente no ano que vem. Porem, estou ainda na duvida entre fazer o caminho a pé ou de bike. Sei que o de bike dificultará o relacionamento com outras pessoas e terá uma certa dificuldade de parar em momentos para refletir. Porem, é mais em conta a questão do valor.

    Qual é a sua ideia sobre este assunto? Pois para eu ir a pé, terei que aguardar mais um pouquinho para conseguir tempo livre e mais valores.

    Obrigado e grande abraço

    • Rafael, sem dúvida de bike você vai demorar menos, mas tanto a pé como de bike você vai desfrutar. Você não precisa parar para refletir, nem é uma obrigação, isso acontece naturalmente ao longo do trajeto enquanto anda ou pedala. Portanto o veículo que você usa não influencia na experiência que você vai ter.
      O que eu imagino é que se você optar por ir de bike por causa da sua agenda, em pouco tempo vai querer voltar para fazer a pé. Não porque um é melhor que o outro, mas por querer ter essa experiência novamente de outra forma. Acho que cada vez será uma experiência nova e diferente, independente se a pé ou de bike.
      Tendo dito isso, acho que se fosse você eu iria o quanto antes. Se ir de bike é mais provável e possível, eu iria de bike. Depois você programa um retorno par fazer a pé, rs. (você já deve ter visto que de bike você passa só onde as bikes passam, o caminho praticamente não cruza com quem está caminhando)
      Abraço.

  10. Ola…. fiz Compostela em 2014 e repeti em 2015. Fiz o percurso entre os dias 26.08 a 24 de setembro em 2015. Foram 30 dias no caminho Francês. Optei por ficar em albergues municipais, fazer sempre que possível meu almoço/janta, e mesmo despachando minha mochila todos os dias, gastei perto de 1100 Euros durante os 30 dias. Suficiente para não passar necessidades. Importante, sim, um bom treinamento durante uns 3 ou 4 meses 5 ou 6 vezes por semana, andando 20 a 30km por dia. Eu fiz isso. Sequer uma bolha tive. Não precisei gastar nada em farmácia. A não ser um pacote de Absorvente feminino para usar no tênis como palmilhas, pois os amortecedores, depois de 400km de treinamento e mais 700km de caminhadas, deram tilt. Se alguém outras dicas, só me procurar. esiopoeta@bol.com.br Morno no Int. de São Paulo, Oriente de Piracicaba. TFA a todos. esiopoeta

    • Olá tudo bem? Antes gostaria de parabenizar ao Enzo pelos relatos e respostas e pelos comentários de todos… Pretendo fazer o caminho com meu esposo agora em Setembro/2016 e foi um achado este blog, pois iniciei minhas pesquisas e quase 100% das dúvidas esclareci.
      Uma dúvida Esio, o que você quis dizer com despachar a mochila?! E sobre as hospedagens é realmente só chegar na cidade no dia e ficar na que sentir melhor, não é lotado?

      • Olá Vanessa.
        O Esio quis dizer que em todos os hosteis ou albergues você pode contratar um serviço que leva sua mochila até seu próximo destino. Assim você caminha sem peso. É uma alternativa caso você tenha dor nas costas ou outro imprevisto. Minha opinião pessoal é que você a carregue nas costas, pois faz parte da experiência, em alguns momentos vai parecer muito difícil, mas você tem que superar e aprender…
        Em setembro não é lotado, no verão sim.
        Aproveitem muito o passeio. Buen camino.

  11. Olá Enzo ! gostaria de umas informações basica pra mim !! Para o caminho completo ,, para os 34 dias, preciso ir pra onde na França , compro passagem aérea pra qual cidade da França e de la como sigo, onde faço a credencial do peregrino, quantas mudas de roupa devo levar, e se no caminho as despesas é facil pagar com cartao de crédito, qual moeda deve ter em mãos etc…

    • Alencar.
      Não sei onde você está no Brasil. Na época, o conveniente era descer na Espanha, perto da fronteira, por isso comprei SP – Pamplona (fazendo conexão em Madrid) e do Aeroporto tomei um táxi por uns 100 Euros que me deixou na França, em Saint Jean Pier de Port. Lá se faz a credencial. Não tem como errar, é bem fácil.
      Tinha 3 camisetas, uma calça/bermuda para caminhar e outra calça para o fim do dia, já de banho tomado. Itens de higiene pessoal, roupas de frio, pois já era fim de setembro. Usava talco nos pés e dois pares de meia por vez, por isso tinha 6. Um chinelo para tomar banho e uma sandália para caminhar na cidade de destino de cada dia.
      Tinha cartão de crédito para qualquer emergência, mas o dia a dia era com euro, pois são sempre pequenos valores.
      Você passará por muitas cidadezinhas pequenas, mas todas estão bem preparadas para receber os peregrinos, caso precise comprar coisas sempre vai encontrar. Claro que é mais fácil nas cidades maiores.
      Continue sua pesquisa na internet, e caso esteja aqui em São Paulo, várias lojas de equipamento esportivo fazem palestras gratuitas sobre o Caminho.
      Abraço.

  12. Olá amigo,

    estou planejando o caminho para setembro com minha noiva. Esses hostais que você ficou são fáceis de encontrar? Existem hostais em todas as cidades do caminho? O preço é por pessoa ou pelo quarto? Gostaríamos de ter mais privacidade, assim com teve com seu pai.
    abraço

    • Cauê os hosteis e albergues estão sempre em fácil acesso, a maioria está no seu caminho, não precisa nem fazer força para achar vários. É interessante você ter um livro atual ou internet, assim você vê onde vai no dia seguinte, ou ao menos tem uma ideia, mas não se preocupe com isso, é fácil achar sim.
      Em albergue o preço é por cama, e as camas são de solteiro. Em hostel normalmente é por quarto que se cobra.
      Em Roncesvales, que é o fim do primeiro dia, caso vocês façam o caminho francês, só tinha um hostel com 4 quartos e já estavam ocupados. É provável que vocês tenham que ficar no albergue, que em 2012 era novo. Em outras cidades também ficamos em albergues, como Burgos, que também era novo, e outras 5 que não me lembro.
      Uma rápida pesquisa no dia anterior ou ao chegar na cidade dar uma olhada no quarto, um ou outro lugar é suficiente. Lembro que não perdíamos tempo com isso e mais acertamos que erramos.
      Abraço.

    • Deyse, vimos muitas mulheres fazendo o caminho sozinhas.
      Por mais que esteja sozinha, sempre vai haver alguém por perto, o caminho nunca fica vazio. Você vai encontrar as mesmas pessoas nas paradas para cafés, nas cidades que vai dormir, nos jantares e durante a caminhada. Vai fazer amizades mesmo sem querer.
      Não tenha medo, você vai encontrar muitas mulheres sozinhas também.
      Buen camino.

    • Deyse, também estou sozinho e pretendo ir em maio. Minha previsão de embarque em São Paulo será dia 03 de maio e retorno dia 10-06. Meu maior problema é o inglês, mas também estou indo sozinho. Aproveito para perguntar ao Enzo se com um inglês básico posso “sobreviver”???
      Um abraço

      • Péricles, o caminho tem muita gente de todo canto do mundo, que no fim das contas acabam falando inglês para se comunicar, mas não se preocupe, você vai se divertir muito. Com inglês básico ou portunhol.
        Abraço e buen camino.

        • Marcelo, coloque no papel.
          Gasto diário com hospedagem + alimentação. Não sai muito disso. O outro gasto é com passagem e transporte até seu local de início e retorno, mas esses são uma vez só. Lembrando que fora do caminho os gastos por dia aumentam.
          É importante ter em mente esse valor diário que você tem disponível. Isso ajuda a deixar a viagem tranquila e sem susto.
          Se tiver alguma outra dúvida é só escrever.
          Abraço.

  13. Olá amigo!

    Na estimativa de custos vc colocou 1500 euros + passagem! Esse valor foi por pessoa ou vc e seu pai gastaram juntos 1500 euros?
    Um abraço!

    • Adriano, foi 1500 + passagem para cada um. Você consegue enxugar um pouco mais esse gasto, por exemplo se dormir sempre em albergues você corta o custo de hospedagem que citei pela metade.
      Planeje uma estimativa de gasto por dia e tente manter sempre o controle desse planejamento prévio. Dessa forma uns dias você vai gastar menos e em outros poderá gastar um pouco mais, e nunca será pego de surpresa.
      Para a quantidade de dias esse é um valor pequeno, acredite.
      Buen camino.

  14. Olá Enzo, tudo certo? Bom, na verdade conheci seu blog agora, quando estava procurando mais informações sobre o Caminho. Vou fazer final de agosto o Caminho português, por ser mais curto e por conta do meu tempo. Mas tenho visto vídeos e comentários que também é muito belo. Aprendi aqui nos seus textos que os hostels são alternativas interessantes aos albergues, principalmente quando se vai acompanhado (diminui o custo). Vou com um parceiro/amigo/irmão. Bom, parabéns por compartilhar suas experiências.

    Abraço a todos e Bueno Camino.

    • João, espero que tenham uma linda experiência. Os hostels são realmente boas alternativas, e em dupla não fica tão caro. Mas se você souber de algum albergue com instalações novas acho que vale experimentar para ver como é.
      Buen camino!

  15. Olá estamos planejando fazer o Caminho Francês e gostaria de saber quais são os documentos necessários. Eu só tiro o passaporte e o visto para a França ou preciso também tirar para a Espanha? Eu tiro uma credencial de peregrino? Onde eu faço isso?
    Obrigada?

    • Olá Claudemari.
      Sinceramente não sei, usei meu passaporte europeu, mas você deve verificar os trâmites necessários para entrar na Espanha, como em qualquer viagem internacional.
      Meu pai e eu entramos pela Espanha em Pamplona e tomamos um táxi até Saint Jean, que é a primeira cidade francesa após a divisa e começamos a caminhada por lá.
      A credencial de peregrino pode ser feita em Saint Jean, caso pense em começar por lá, tem um escritório fácil de achar e faz na hora.
      Abraço.

  16. Parabens pela conquista. Eu sempre disse que faria o caminho quando completasse 50 anos ou quando aposentasse. Ja estou com 51 anos e farei mesmo daqui ha 5 anos, quando me aposento. Vou poder fazer o caminho sem pressa, apenas curtindo cada pedacinho. Um grande abraco

    • Marcos, apesar dos meus 54 anos, seu texto seria o mesmo que eu escreveria.
      Apesar disso, se as condições permitirem, gostaria fazer antes.
      Sonho com 60 dias, a partir de Le Puy até Santiago, com extensão até Fenisterra e de lá até Muxía para buscar minha vieira.
      Enquanto o sonho de anos não se realiza, vou fazendo caminhos brasileiros.
      Enzo, parabéns pela forma simples e clara do texto e, especialmente, pela beleza de caminhar com seu PAI.

  17. Olá Enzo

    Desde setembro de 2014 tenho me organizado para fazer o Compostela.
    Tenho pesquisado bastante porém não consigo obter informações sobre fazer o caminho em dezembro. Este é o único período que eu teria disponível para faze-lo.
    Tenho conhecimento que o inverno é bastante rigoroso, mas a pergunta é: toda a estrutura oferecida em períodos do ano mais utilizados também são oferecidos no inverno? Você conhece alguém que já percorreu o caminho neste período do ano?

    • Olá Marlon.
      Não conheço ninguém que tenha feito no inverno, mas certeza que alguns lugares fecham na baixa temporada, que já é meados de outubro. Talvez você tenha que planejar as paradas de acordo com os lugares abertos perguntando antes de ir, mas isso pode te custar longos dias sem paradas e deixar a viagem uma aventura mais arriscada.
      Entre em contato com alguma associação do caminho, talvez eles possam te ajudar com mais respostas.
      Não vacile com o frio, sua mochila vai passar do peso que todo mundo diz, leve as camadas certas de roupa mesmo que implique em mais peso.
      Buen Camino!

  18. Olá Enzo, eu tenho lido muitos relatos sobre O Caminho, desde que me senti chamada por ele, então, estou me preparando fisicamente e financeiramente… Vou sozinha, eu e Deus! Como eu disse, tenho lido muitos depoimentos, mas quase ninguém fala da volta…Como eu volto? Chego em Santiago de Compostela, assisto a missa, rezo o terço, descanso, compro lembrancinhas para o pessoal passeio um pouco e…
    Tem aeroporto em Santiago? Qual aeroporto mais próximo? Quanto custa ir até ele? Obrigada

    • Márcia, tudo bem?
      Sim, tem aeroporto em Santiago, mas se você vai voltar para o Brasil vai ter que fazer conexão num aeroporto maior, provavelmente Madri. Mas pode comprar a passagem saindo de Santiago mesmo.
      Depois que você descansou e comprou suas lembrancinhas você pode ir de ônibus de linha para o aeroporto, super barato se comparado a um táxi, basta perguntar em que ponto é mais fácil você ir desde seu hotel.
      Se tiver mais dúvidas é só perguntar.
      Buen camino!

  19. Enzo, recém comecei a planejar meu Caminho que farei junto ao meu filho Lucas de 18 anos. Estive nos dias passados montando o planejamento e fico feliz de ver que estamos bem próximos ao que você descreve. Mal posso esperar, estamos planejando começar no final de Setembro de 2014. Será certamente uma experiência inesquecível. Se puder dar dicas também de como resolveu os traslados até chegar a St Jean Pied de Port, ajudaria. Essa está sendo a parte mais intrigante até aqui, acertar horários de chegada de vôo, trem, ônibus, hoteis (antes de começar o caminho) e depois da chegada em Santiago, de volta então à Madrid e vôo de volta à Miami onde moramos. Abraço grande, Deus te abençoe, e a todos nós. Orlando

    • Orlando, que legal saber, vocês vão aproveitar muito e mesmo que pareça difícil em alguns momentos, tudo será parte do aprendizado.
      Saímos de SP com destino a Pamplona, de lá bastou pegar um táxi até St. Jean, que leva cerca de 1h e custa uns 100 euros. Como vocês estão em 2, vale a pena. Não precisa reservar hotel em St. Jean, basta chegar e procurar o que te agrada perto do local que vocês retiram a credencial, é mais ou menos como será durante o caminho de vocês, chegar nas cidades e ficar no que mais agrada.
      Na volta, talvez valha a pena pegar um voo de Santiago até Madrid.
      Se ficou dúvida pergunte, e se tiver outras é só escrever.
      Abraço.

  20. Ei Enzo!!! Vc enriquece este mundo com suas experiências. Muito bom ter alguém que abre seu caderninho de anotações para que todos leiam….afinal de que valem os aprendizados se não forem divididos? Muito bom…sempre. Vou fazer o Caminho de Santiago português em outubro…correndo! 235k…vou como peregrina mesmo e tentarei fazer em 6 dias. Bem faço nem que for andando mas vou! Seguindo e aprendendo…abraços e parabéns pelos relatos.

    • Obrigado Vívian, mas que grande desafio que você se impôs. Uma lição que aprendi com o Vitor, amigo que me deu umas dicas antes da viagem foi, “cada um faz seu próprio caminho”. Espero que aproveite o seu, seja correndo ou andando e que colha bons frutos. Adoraria saber como foi assim que você voltar.
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>