Rumo aos 100km, 1º ano de preparação…

Ao estabelecer o desafio ele parecia bem distante, quase inalcançável.

Mas depois de parar de tentar enxergar o último degrau da escada e passar a programar como chegar lá subindo cada degrau até que o último salto seja factível é uma longa jornada que exige planejamento e dedicação, como qualquer coisa na vida. 

Em 2012 fiz meu 7º Ironman e sou daqueles que gosta de conhecer lugares novos, por isso fazer 7x a mesma prova foi o limite, precisava de outros desafios e comecei por estabelecer um. Fazer uma corrida de 100km, pois bem, para isso precisava passar pelas distâncias intermediárias e projetei o objetivo para 2 anos, assim teria tempo de fazer bem feito as distâncias menores aumentando quilometragem e confiança, enquanto melhorava a força na musculação.

Em 2013 participei de 3 provas de 42km, outras 2 de 50km e a maior, que foi de 63km todas fora de estrada, estabelecendo os treinos e como seria o período de descanso e a supercompensação entre elas.

O resultado de 2013 foi satisfatório, melhorei minha endurance, meu corpo foi se adaptando a fazer atividade física por várias horas sem sofrer demais, mas ainda me perguntava, como haviam tantos atletas fazendo provas de 160km, como eles treinavam, o que comiam, como aguentavam tantos kms???

A resposta foi aparecendo em 2014 quando aumentei um pouco mais as distâncias e comecei a colher os frutos do ano anterior. O calendário apertou e em 12 semanas acumulei 6 treinos ou provas longas entre 3 e 9hs, que culminaram numa corrida de 80km, a Fiambala Desert Trail que me tomou 12h25. (clique e leia)

Aprendi que o corpo e a cabeça vão se acostumando às muitas horas, os treinos me ajudaram a escolher comidas, roupas e equipamentos adequados, proteger áreas sensíveis, mas principalmente meu discernimento como treinador contou muito na hora de equilibrar os 5 pilares, musculação, corrida, alimentação, descanso e a mente. Separados, esses 5 fatores tem muitas variáveis que nos influenciam, e combiná-los me dava uma quantidade enorme de variáveis que tive que controlar de acordo com o que tinha feito e o que vinha pela frente.

O desafio de chegar aos 100km ainda precisa de continuidade, em 2014 colhi o que plantei em 2013 e ano que vem pretendo enxergar detalhes que do primeiro degrau da escada ainda não conseguia ver. Cada vez subo mais, aprendo mais e divido com vocês.

Veja as provas que fiz em 2013 e 2014 na página, Rumo aos 100km.

Continua em breve…

Enzo Amato

Uma ideia sobre “Rumo aos 100km, 1º ano de preparação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>