Tênis Nike Free RN Distance, revisão.

Ao criar o Free RN Distance, a Nike uniu a leveza e mobilidade do modelo Free com o solado macio Lunarlon.

Sou fã da linha free, que sempre teve sola mais firme, mas agora, com esse “casamento” ficou mais confortável para corridas mais longas e para ganhar novos adeptos.

É um modelo novo que juntou características de dois modelos. O cabedal é super macio e respirável, feito em mesh com tecnologia Flywire na amarração. Corri na esteira, na rua, usei para trabalhar e passear.

Para saber se um tênis é confortável, uso por um dia inteiro, e sentir dor, ou alívio ao descalçar não seria bom sinal. O RN Distance é bem confortável. Gostei da combinação de cores e do estilo.

Ele fica justo no pé, não sei se combina com treinos muito longos para quem tem o pé muito largo. No meu caso não incomodou, nem nos treinos velozes nem nos longos. Mas vale experimentar meio número maior antes de decidir.

O calcanhar não é firme, por isso quem pisa torto vai continuar a pisar (na verdade isso é mais um desvio do tornozelo do que do calcanhar, por isso o tênis pouco tem a ver).

Tem drop de 4mm e mesmo com a sola mais macia e um pouco mais alta que os Free antecessores, ele passa uma ótima sensação de estabilidade, o que é bom para quem tem tornozelos mais frágeis (quem já torceu o pé algumas vezes) e para quem gosta de sentir os pés mais próximos ao chão, como eu.

A sola parece pouco durável, mas o meu já tem mais de 150km e o desgaste é imperceptível.

É um ótimo tênis de corrida, muito leve, versátil para outras atividades e com bom preço.

Enzo Amato

Treino de subida na esteira.

Treino bom de subida na esteira.

500m inclinação 6% a 10km/h

150m plano a 10km/h

350m plano a 13,5km/h

7x a série acima

Porém, mais importante que a forma, é o conteúdo (leia intensidade).

Essas inclinações e velocidades se aproximam do meu limiar 2. A primeira e segunda séries serviram para ajustar isso. 150m é o descanso, onde a frequência diminui uns 15bpm para retomar com 850m de exercício intenso com plano e subida.

Para provas:

Isso vai te deixar mais versátil e preparado para encarar subidas nas provas sem te tirar da zona de conforto, ou seja, te acostuma a correr na subida com frequência alta fazendo o esforço parecer uniforme.

Para rotina:

Espanta a monotonia da esteira, muda o padrão de movimento, gasta mais calorias, faz suar…

Enzo Amato

Treino de esteira 2 – por Enzo Amato

Mais um de ritmo para melhorar tempo.

O treino 1 (clique para ler) é progressivo até a velocidade alvo. Abaixo segue uma variação também atingindo a velocidade alvo, porém em “onda”.

Supondo que a velocidade alvo para uma prova de 10km daqui algumas semanas seja de 15km/h. Suba da velocidade aproximada de L1 para a velocidade alvo, em 3 blocos de 400m, por 6 a 8x. Exemplo a seguir:

  • 400m a 12km/h (vel. aproximada de L1)
  • 400m a 14km/h (vel. aproximada de L2)
  • 400m a 15km/h (vel. alvo nos 10km daqui algumas semanas)
  • 6 a 8 vezes (os batimentos devem ficar próximo do L2 e diminuir uns 15bpm a cada série iniciada). 

    Imagem: Shutterstock

Como sempre a intensidade correta faz toda diferença, por isso preocupe-se em ajustá-la. 1, ou até 2km/h a menos continua sendo um treino exigente, mas pode não te levar ao objetivo.

Outros treinos legais de esteira, clique aqui.

Se tiver dúvida é só me escrever.

Enzo Amato

Treino de esteira 1 – por Enzo Amato

Ritmo, para melhorar tempo.

O treino de ritmo é incômodo, mas se feito na intensidade correta, faz você se acostumar a correr numa velocidade que antes não poderia. (É um treino importante para baixar tempo em provas) Seria monótono ficar na esteira só numa velocidade, por isso, fiz uma variação interessante para deixar o treino mais dinâmico na esteira.

  • Comece na velocidade de aquecimento e aumente 1km/h a cada km até sua velocidade limite. Depois diminua 2km/h a cada 2km. 

    Imagem: Shutterstock

1km a 10km/h

1km a 11km/h

1km a 12km/h

1km a 13km/h

1km a 14km/h

1km a 15km/h

2km a 13km/h

2km a 12km/h

Repare que comecei a 10km/h, que é minha vel. de aquecimento. Cheguei a 15km/h que seria o objetivo para 10km daqui algumas semanas ou meses.

Até os 12km/h os batimentos subiram gradativamente aos poucos, mas aos 13km/h deram um salto, de 155 a 165, essa é a 1ª mudança de limiar. (até os 12km/h faria um treino longo com facilidade). Depois dos 14km/h outro salto abrupto dos batimentos, essa foi a segunda mudança de limiar. Treino de ritmo é produtivo quando feito próximo do L2 e mesmo com essa mudança de velocidade fiquei os últimos 6km perto dele.

Se você é iniciante ou acha que consegue chegar a 12km/h ou menos, uma variação pode ser aumentar 0,5 a cada km. A dica para todos é, começar fácil, atingir o limite e reduzir aos poucos.

Outros treinos legais de esteira, clique aqui.

Enzo Amato